MANEQUIM Blogs
publicidade

Notcias da Redao

Costura

Já pensou em ter seu próprio ateliê de costura?

Publicado em 28/07/2011 às 19:20


Por Marcela Cataldi Cipolla

Nos últimos anos, foram criados diversos programas de incentivo ao crédito para microempresários e até uma nova categoria, o Empreendedor Individual. A ideia é estimular o crescimento desses profissionais e a formalização de quem que ter ou já tem um negócio próprio. Na área de corte e costura não é diferente. É possível se tornar um microempresário, sem ter que pagar impostos altos e, ainda, ter auxílio para administrá-lo. Para lhe ajudar, a MANEQUIM conversou com Jaqueline Almeida, gerente de atendimento individual do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e respondeu as principais dúvidas sobre o assunto.

Como se tornar uma costureira profissional?
As costureiras podem ser funcionárias em ateliês ou fábricas, ou ainda ter um negócio próprio. Neste último caso, independente do foco do trabalho (reformas ou confecção de roupas), ela pode prestar serviços como autônoma ou se formalizar na categoria Empreendedor Individual (EI).

Qual é a vantagem de formalizar o negócio?
Como Empreendedor Individual, o ateliê de costura você estará em uma situação regular e com registro no CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica). Desta forma, é possível conseguir empréstimos bancários com mais facilidade, fazer o pagamento do INSS (o que garantirá a aposentadoria), negociar com outras empresas, passar notas fiscais, além do acesso à orientação comercial gratuita oferecida pelo Sebrae.

Para uma costureira formalizar ou abrir um negócio, é preciso alugar um espaço ou dá para trabalhar em casa?
Em princípio, a costureira pode, sim, trabalhar em um cômodo da própria casa. Entretanto, é preciso consultar a situação legal do imóvel e pensar no número de pessoas que vão circular lá. “Antes de formalizar, verifique na prefeitura da sua cidade se naquele endereço residencial pode ser instalado mesmo seu negócio”, explica Jaqueline Almeida. 

Qual é o primeiro passo para tornar o negócio oficial? Existe algum custo nesse processo?
A primeira etapa para se tornar um EI é se cadastrar no Portal do Empreendedor, esse registro é gratuito e pode ser feito por qualquer costureira com renda anual de até R$ 36 mil. No primeiro ano, o EI não tem praticamente nenhum custo ou taxação de imposto e a contabilidade é feita gratuitamente, por escritórios indicados pelo governo.

A quem recorrer para crédito?
Após a formalização a costureira conseguirá linhas de crédito com taxas baixas para Empreendedores Individuais em bancos federais (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) ou em bancos estaduais e algumas cooperativas de crédito. Como autônomo também há como conseguir empréstimos. O ideal é fazer uma pesquisa para conseguir a taxa de juro mais baixa.

Em quanto tempo é possível ter o retorno do dinheiro investido?
Segundo Jaqueline, para ter o retorno do capital inicial é necessário esperar, em média, 6 meses após a abertura do ateliê. “É preciso considerar as despesas com impostos,  encargos, empregados, você só começa a ter lucro após um determinado prazo que pode variar de acordo com o nível e complexibilidade do negócio”, conclui.

Imagens: ThinkStock



24 comentários para “Já pensou em ter seu próprio ateliê de costura?”

  1. rosane.aparecida p.silveira disse:

    gostaria de ter mais informacao, pra encinar costura

  2. carla disse:

    Sou louca pra montar um atelie, me tire uma duvida ?como futuramente vou morar numa casa q e alugada e queria montar meu atelie la tenho q ter comprovaçao q a casa ta com iptu em dias? esse e o meu obstaculo para ter meu atelie

  3. adair monteiro garcia disse:

    sou costureira desde criança e tambem assinante à anos de manequim gostaria de comprar um busto para provar s costura sou de pagua pr

  4. Alexssandra ribeiro santos rodrigues disse:

    sou costureira autonoma a 6 anos,fiz o meu cadastro no micro empreedor, mais não paguei nem uma parcela, pois mim mudei para uma casa pequena que não tem espaço para minhas maquinas e não posso trabalhar, gostaria muito que mim ajudassem ,pois estou devendo as parcelas como empreedora e sem poder trabalhar, nem peguei o alvará, pois não tenho como trabalhar.

  5. Alexssandra ribeiro santos rodrigues disse:

    Adoro ver minhas peças prontas, fico muito orgulhosa, pois costuro todos os tecidos e malhas.

  6. gilce mara nunes da silva disse:

    sou costureira autonoma,agora EI,estou montando meu atelier em casa,

    • neuza barreira disse:

      vc esta no caminho certo começe montando o seu atelier na sua proria casa que nao precisa pagar aluguel o dinheiro que sobra fica pros aviamentos da costura

  7. marta vicente disse:

    sou costureira na minha casa tenho um pequeno atelie adoro ver minhas pesas confecçionadas por minhas mãos mas eu não sei esta num ponto que não vai pra frente nem pra traz não sou registrada ainda ok eu faço pra conceguir chegar onde eu quero

  8. BÁRBARA SILVA disse:

    sou iniciante em costura ,e gostaria de ter um pouco de imformações sobre como montar um ateliê ,sem ter dinheiro nenhum .e quais as maquinas que tenho que obter logo no inicio?

  9. Laiane disse:

    Tenho uma amiga costureira e eu sou louca pra tomar um curso de corte e costura, estamos pensando em abrir um atelie o que devemos pensar de inicio? Quero muito abrir um atelie.

  10. raimundo disse:

    eu tenho doas maquina e quero abre um atelie eu tenho uma casa grande, como eu faço?

  11. PRISCILA disse:

    Uma dúvida :
    Como vou comprovar renda de 36 mil , se não possuo contra cheque ???
    e o sebrae faz consulta aos orgãos de proteção ao crédito?

  12. rosemary disse:

    sou costureira há muito tempo trabalho com malhas quero melhorar meu atelier pois é na sala da minha casa e a iluminação é muito ruim e o espaço é muito pequeno e fica uma bagunça. preciso de ajuda.

  13. joana Darc disse:

    sou costureira a 6 anos,meu sonho é crescer com meu trabalho tendo ajuda dos meus filhos,mas sem capital fica difiçíl,quero muito crescer e mostrar que sou capaz de ter meu própio negoçio.

  14. allynny disse:

    ola bom dia vou abrir uma grife ja tenho tudo menos os proficionais para confequiccionar os vestidos de laycra polieste bandagem e cotom poracaso tem alguem enteresado? Moro em olinda pernambuco.

  15. marlene disse:

    Olá tudo bom ! Gostaria de saber quanto eu tenho que investir para comprar um maquinário completo ,para um atelie de corte e costura. Há e o capital de giro quanto eu vou precisar para iniciar para comprar a matéria prima. Desde já obrigado pela atenção.

  16. Joana disse:

    Boa noite , gostaria de saber se posso colocar nome no meu atelie ,pois sou MEI desde 2010.Obrigada.

  17. vilsimar disse:

    qual maneira mais facil pr nao ser fintada pelas crientes

  18. eliane disse:

    queria me registrar,mas já fazem 10 anos que devo a caixa economica e a dívida é muito alta e sei que não vou conseguir pagar.Será que consigo emprestimo,visto que até a bolsa família eu não fui contemplada?

    • Gabri disse:

      Eliane, o Programa Bolsa Família é um programa assistencial do governo, portanto, conforme a Constituição Federal, não é verificado nenhuma situação em banco, basta estar nas condições sociais que permitem o recebimento (ou seja: renda.

  19. josete disse:

    eu sou costureira a ums 15 anos peguei 5,000mil no banco do nordeste pra comprar minhas maquinas ,só que tou quase parada ,com pocos clientes.

  20. rosangela disse:

    Adorei a dica!

Deixe um comentário

Nome: (obrigatório)
Email: (obrigatório)


Comentário:
Ao enviar um comentário você concorda com os termos de uso do site.
*

Sua conexão direta com a redação de Manequim. Saiba em primeira mão as notícias de moda e beleza essenciais para você!